Portal do Governo Brasileiro

Brasil terá maior delegação visitante dos 6º Jogos Mundiais Militares na Coreia

 

Brasília, 29/06/2015 – A menos de 100 dias para o início dos 6º Jogos Mundiais Militares (JMM), o Brasil prepara-se para enviar a maior delegação visitante a participar do mundial, que acontecerá de 02 a 11 de outubro, na República da Coreia. Serão cerca de 400 integrantes, entre atletas e comissão técnica, militares e civis. Ao todo, participam da competição cerca de sete mil competidores de 110 países.

Os números iniciais das delegações foram apresentados durante assembleia geral do Conselho Internacional do Desporto Militar (CISM, sigla em francês de Conseil International du Sport Militaire), realizada recentemente no Kuwait. A previsão é que a lista final com os números das delegações seja divulgada no próximo mês de agosto.

No documento atual brasileira, constam 308 atletas e 91 integrantes da comissão técnica. O país participará da disputa nas 24 modalidades da competição: atletismo, boxe, basquete, ciclismo, futebol, golfe, handebol, judô, maratona, pentatlo moderno, pentatlo naval, pentatlo militar, pentatlo aeronáutico, orientação, natação, triathlon, vôlei, lutas associadas, taekwondo, tiro com arco, esgrima, paraquedismo, vela e tiro esportivo.

A equipe brasileira contará com atletas experientes, como as marinheiras Sarah Menezes, medalha de ouro no judô nos Jogos Olímpicos de Londres, e Mayra Aguiar, campeã mundial de judô;  a pentatleta do Exército, Yane Marques, medalha de prata em Londres;  e o coronel da Força Aérea Brasileira, Júlio Almeida,  medalha de ouro no Mundial de Munique.

A meta do Brasil é superar as 111 medalhas conquistadas na última edição do evento, em 2011, no Rio de Janeiro, e ser novamente o país com maior número de medalhas no mundial. Esses Jogos são considerados de extrema relevância para as Forças Armadas brasileiras e servem como apoio ao esporte nacional, visando à preparação dos atletas que também irão aos Jogos Olímpicos Rio 2016.

A maioria dos atletas militares faz parte da elite do esporte brasileiro e, desde 2008, do Programa de Atletas de Alto Rendimento (PAAR) das Forças Armadas. Em sintonia com o planejamento do Brasil no cenário esportivo, os Ministérios da Defesa e do Esporte unem esforços para fortalecer o esporte nacional.

"Ao defender a bandeira do país nos JMM, a delegação brasileira busca se firmar como referência desportiva junto ao CISM, tendo como objetivo ficar entre as cinco melhores posições no quadro geral de medalhas. Como grande parte dos atletas militares também integra a equipe olímpica, a competição é um evento importante para a elevação do nível técnico para os Jogos Olímpicos Rio 2016“, destaca o diretor do Departamento de Desporto Militar do Ministério da Defesa, brigadeiro Carlos Augusto Amaral Oliveira.

Locais dos Jogos

Os 6º JMM acontecerão em oito cidades da República da Coreia: Mungyeong, Pohang, Kimcheon, Yeongju, Andong, Sangju, Yecheon e Yeongcheon. A abertura dos Jogos será realizada no dia 2 de outubro, mas as partidas de futebol começarão no dia 30 de setembro. A data prevista da chegada da delegação brasileira na Coreia é 28 de setembro, com retorno de toda delegação até o dia 12 de outubro.

Em janeiro deste ano foram publicadas no Diário Oficial da União as diretrizes para a participação da delegação militar brasileira nos 6º Jogos Mundiais Militares. De acordo com a instrução normativa da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desporto (Sepesd) do Ministério da Defesa (MD), o objetivo do regulamento é nortear os trabalhos de convocação, preparação e treinamento dos integrantes da delegação militar.

Estas ações são coordenadas pelo Departamento de Desporto Militar do MD e pela Comissão Desportiva Militar do Brasil (CDMB). Um dos trabalhos realizados foi a articulação junto às entidades ligadas ao esporte nacional, especialmente o Comitê Olímpico Brasileiro (COB), confederações, federações, clubes, ligas desportivas, para definição de um calendário desportivo que atenda os interesses do processo preparatório dos 6º JMM, que deve servir como evento teste para os Jogos Olímpicos Rio 2016.

A instrução normativa também ressalta a supervisão e o planejamento das atividades das equipes militares brasileiras em conjunto com as comissões desportivas de cada Força Singular.

Histórico

O Brasil participa dos Jogos Mundiais Militares desde a primeira edição, realizada em 1995, na Itália. Organizado a cada quatro anos, os JMM antecedem em um ano os Jogos Olímpicos e é baseado nos princípios do CISM e no espírito olímpico, sem considerações política, religiosa ou racial, nem nenhum tipo de discriminação.

Ianne Marques, medalha de prata no pentatlo moderno, nas Olimpíadas de Londres

Em julho de 2011, o Brasil sediou, no Rio de Janeiro, os 5° Jogos Mundiais Militares. Cerca de 4.200 atletas de 114 países participaram do evento.

Prestigiado pelo público, os Jogos ficaram marcados como uma grande festa verde-amarela. Na disputa por 628 medalhas em 20 modalidades esportivas, os atletas brasileiros conquistaram 45 medalhas de ouro, 33 de prata e 36 de bronze, o que possibilitou ao país o primeiro lugar histórico no quadro geral de medalhas.

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Saiba mais

Brasil nos JMM

Veja a evolução da participação dos atletas militares brasileiros desde a primeira edição, realizada em 1995, na Itália

Defesa e Esporte

Entenda a relação entre o esporte e as Forças Armadas e os caminhos que o Brasil traçou para ser uma potência esportiva militar

Mundial Militar

Entenda a importância dos Jogos Mundiais Militares, um evento que se tornou o terceiro maior evento esportivo do Mundo