Portal do Governo Brasileiro

Atletas militares participam da festa de 10 anos do Bolsa Atleta no Palácio do Planalto

Brasília, 27/08/2015 – Entre selfies e pedidos de autógrafos, um grupo de atletas olímpicos e paralímpicos se juntou nesta quinta-feira (27) no Palácio do Planalto para comemorar os 10 anos de criação do Bolsa Atleta, programa do governo federal de apoio ao esporte nacional. As Forças Armadas foram representadas por 12 atletas militares que se destacaram no Pan-americano realizado em Toronto (Canadá).

Medalha de prata nos 100 metros costas no Pan, o sargento Guilherme Guido afirmou que o apoio do governo “tem sido de fundamental importância”. Segundo o atleta do Exército Brasileiro, que também está incluso no Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR) do Ministério da Defesa, os recursos permitem o seu preparo para outras conquistas nas piscinas no Brasil e no exterior.

Guido vem treinando para disputar medalha nos 6º Jogos Mundiais Militares (JMM), em outubro, na República da Coreia. A ele se junta Davi Allbino, sargento da Marinha do Brasil, bronze no Pan em Toronto. Nascido em São Paulo, Albino é um dos expoentes da luta greco-romana.

“Graças à Marinha tenho conseguido treinar. Estou morando nas dependências da Marinha. Lá também realizo meu treino. Me preparo para os Jogos Militares, na Coreia”, contou o lutador que, antes disputará um campeonato internacional em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Bastante festejada na cerimônia, a sargento da Marinha Joice Silva, da equipe de luta olímpica, lamentou o fato de não poder competir nos Jogos Militares. “Essa modalidade não está incluída”, disse a carioca de Jacarepaguá, bairro da zona oeste. Ela treina no CT da Confederação Brasileira de Luta Olímpica, no bairro da Tijuca, zona norte da capital fluminense.

Festa no Planalto

Para marcar os 10 anos do Bolsa Atleta, o Palácio do Planalto foi palco de cerimônia que reuniu os principais expoentes do esporte nacional. A primeira parte da solenidade ocorreu num dos salões do Planalto onde os atletas se posicionaram para as sessões de fotografia. Após alguns minutos de espera, que deixou muitos ansiosos, chegou ao local a presidenta Dilma Rousseff. Ela foi cercada e tietada com pedidos para as selfies.

Davi Albino e Joice Silva não perderam a oportunidade e trocaram algumas palavras com a presidenta Dilma. À distância, era possível conferir o entusiasmo. O mesmo comportamento se deu com as atletas da ginástica rítmica que fizeram posse para fotos com a presidenta.

Antes dos atletas olímpicos, os atletas paralímpicos também entraram na festa. Concluída esta etapa, todos se deslocaram para o salão nobre onde se deu a cerimônia com direito a discursos emocionados e exibição de vídeos. A corredora paralímpica Terezinha Guilhermina aproveitou o momento para convidar a população brasileira a prestigiar os jogos que ocorrerão em 2016 no Rio de Janeiro.

Também discursaram o nadador Thiago Pereira, um dos destaques do Time Brasil em Toronto, e o atleta da patinação artística Marcel Sturmer. A presidenta Dilma se emocionou diante das manifestações. “O nosso caminho segue rumo a Rio 2016”, destacou a presidenta.

Jogos Militares

Os atletas militares que se destacaram em Toronto também se preparam para mais um desafio este ano. Vão disputar as provas dos 6º Jogos Mundiais Militares na Coreia. O Brasil irá com 286 atletas nas seguintes modalidades: atletismo, boxe, basquete, ciclismo, futebol, golfe, handebol, judô, maratona, pentatlo moderno, pentatlo naval, pentatlo militar, pentatlo aeronáutico, orientação, natação, triatlo, vôlei, lutas associadas, taekwondo, tiro com arco, esgrima, paraquedismo, vela e tiro esportivo.

A maioria desses atletas militares integram o Programa Atletas de Alto Rendimento (PAAR). Atualmente, 708 militares fazem parte do PAAR, sendo que 167 são militares de carreira e outros 541 temporários.

Os desportistas que integram o Programa têm à disposição todos os benefícios da carreira, como soldo, 13º salário, plano de saúde, férias, direito à assistência médica, incluindo nutricionista e fisioterapeuta, além de disporem de todas as instalações esportivas militares adequadas para treinamento. Os atletas também são beneficiados pelas bolsas Pódio e das categorias Olímpica, Internacional e Nacional do Ministério do Esporte.

Bolsa Atleta

Em 10 anos de existência, o programa Bolsa Atleta concedeu mais de 43 mil bolsas para cerca de 17 mil atletas brasileiros, com investimentos que ultrapassam R$ 600 milhões. Trata-se do maior programa de patrocínio esportivo individual e direto do mundo.

Neste ano, o número de contemplados alcança 6.093 atletas de modalidades olímpicas e paralímpicas, num investimento previsto da ordem de R$ 81,6 milhões. Nesse total, segundo o governo, não estão incluídos os beneficiados dos esportes não olímpicos, cuja inscrição ainda será aberta neste semestre. Também não estão incluídos os atletas da categoria Bolsa Pódio.

No primeiro ano do programa, foram contemplados 975 atletas, com investimento de R$ 1,5 milhão. O crescimento é resultado do aprimoramento da Bolsa Atleta e da consolidação da iniciativa como política de Estado. O programa passa por avaliação contínua e aperfeiçoamento constante visando a atender satisfatoriamente aos interessados e aos objetivos do esporte no país. 

Fotos: Gilberto Alves / MD
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Saiba mais

Brasil nos JMM

Veja a evolução da participação dos atletas militares brasileiros desde a primeira edição, realizada em 1995, na Itália

Defesa e Esporte

Entenda a relação entre o esporte e as Forças Armadas e os caminhos que o Brasil traçou para ser uma potência esportiva militar

Mundial Militar

Entenda a importância dos Jogos Mundiais Militares, um evento que se tornou o terceiro maior evento esportivo do Mundo