Portal do Governo Brasileiro

Atletas militares que vão para a República da Coreia serão destaques no desfile de 7 de Setembro

Brasília, 05/09/2015 – Integrantes do Programa de Alto Rendimento do Ministério da Defesa, 45 atletas militares serão uma das grandes novidades do desfile de 7 de Setembro deste ano. Para marcar a “despedida” oficial da delegação brasileira que irá disputar os 6º Jogos Mundiais Militares, no mês de outubro, na República da Coreia, um grupamento composto inteiramente por esses esportistas estará na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF), neste feriado próximo. 

Entre esses atletas, 12 foram medalhistas nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015, no Canadá, em modalidades como boxe, judô, taekwondo e natação e atletismo. Já confirmaram presença os sargentos Leonardo de Deus (Exército), ouro na natação; Juliana dos Santos (Força Aérea Brasileira), ouro no atletismo; Luciano Corrêa (Exército), ouro no judô; Joedison de Jesus (Marinha), bronze no boxe; e Bruno Lins (Exército), prata no atletismo.

Incentivo ao atleta

O Programa de Incorporação de Atletas de Alto Rendimento das Forças Armadas foi criado em 2008, numa iniciativa dos ministérios da Defesa e do Esporte. O objetivo foi fortalecer o esporte nacional, com vistas à participação do Brasil nos Jogos Olímpicos 2016.

Os primeiros resultados do projeto apareceram logo em 2011 na 5º edição dos Jogos Mundiais Militares. Na ocasião, o Brasil ficou em primeiro lugar no quadro de medalhas entre as 111 delegações.

Os desportistas que integram o programa têm à disposição todos os benefícios da carreira militar, como soldo, 13º salário, plano de saúde, férias, direito à assistência médica, incluindo nutricionista e fisioterapeuta, além de disporem de todas as instalações esportivas adequadas para treinamento. Os atletas também são beneficiados pelas bolsas Pódio e das categorias Olímpica, Internacional e Nacional do Ministério do Esporte.

Atualmente, 708 militares integram o Programa Atletas de Alto Rendimento, sendo 167 de carreira e outros 541 temporários.

Jogos Mundiais Militares

Nos 6º Jogos Mundiais Militares, o país irá com 286 atletas nas seguintes modalidades: atletismo; boxe; basquete; ciclismo; futebol; golfe; handebol; judô; maratona; pentatlo moderno, naval, militar e aeronáutico; orientação; natação; triatlo; vôlei; lutas associadas; taekwondo; tiro com arco; esgrima; paraquedismo; vela e tiro esportivo.

Pela primeira vez, a equipe brasileira contará com quatro paratletas, nas competições de tiro com arco e atletismo.

Dos 45 homens e mulheres que vão desfilar no grupamento desportivo na formatura de 7 de Setembro, em Brasília, 15 estarão nos 6º Jogos, na República da Coreia. Um deles é o medalhista de ouro pan-americano, Leonardo de Deus. O 3º sargento do Exército ganhou ouro na natação, em Toronto, no Canadá. Para ele, “o mundial militar é muito importante pelo nível da competição”.

Leonardo de Deus explicou que os Jogos da Coreia estão visados desde o ano passado. “É uma competição onde vai estar a maioria dos países e há um ano da Olímpiada, eu escolhi no meu calendário as melhores competições, as mais fortes, como o pan-americano, o mundial da Rússia e agora o mundial militar, para que eu possa até competir mais com as pessoas que vão estar nas Olímpiadas ano que vem”, disse.

Já sobre o Programa de Alto Rendimento das Forças Armadas, o medalhista contou que a iniciativa proporciona tudo o que um atleta precisa. “O programa tem todo o staff na Comissão de Desportos do Exército, na Urca, no Rio de Janeiro. Lá, temos dentista, médico, uma sala de musculação perfeita”, disse.

Por Marina Rocha

Fotos: Felipe Barra
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Saiba mais

Brasil nos JMM

Veja a evolução da participação dos atletas militares brasileiros desde a primeira edição, realizada em 1995, na Itália

Defesa e Esporte

Entenda a relação entre o esporte e as Forças Armadas e os caminhos que o Brasil traçou para ser uma potência esportiva militar

Mundial Militar

Entenda a importância dos Jogos Mundiais Militares, um evento que se tornou o terceiro maior evento esportivo do Mundo