Portal do Governo Brasileiro

Atletas do boxe militar brasileiro fazem treinos de adaptação na Coreia

 

Mungyong, 02/10/15 – A equipe de boxe militar do Brasil treinou nas instalações da Unidade Atlética das Forças Armadas da Coreia (KAFAC, na sigla em inglês), no mesmo horário em que vão participar das competições, durante a tarde. Essa é a principal estratégia de adaptação para os atletas diante das 12 horas de diferença de fuso horário entre a República da Coreia e o Brasil.

As pesagens e o sorteio das lutas serão realizados no dia 3 de outubro e a competição vai do dia 4 ao dia 10. Os brasileiros participam de oito das dez categorias do evento: até 49 quilos, até 52 quilos, até 56 quilos, até 60 quilos, até 64 quilos, até 75 quilos, até 81 quilos e mais de 91 quilos. O evento de boxe será promovido no ginásio da cidade de Yeongju. Equipes como Rússia, Cazaquistão, Azerbaijão, China e a anfitriã, República da Coreia, são reconhecidas como fortes adversárias.

O técnico da equipe, tenente Nemo Ponce Carvalho Judice, da Marinha do Brasil, explica que nos dias que antecedem a competição, o foco dos treinos é a manutenção técnica e tática. Para ele, a equipe brasileira está em excelente nível, com atletas muito bem preparados, que participaram de diversas competições mundiais.

Exemplo de experiência em competições é o sargento da Marinha Paulo Santos Carvalho, de 29 anos. No currículo, além dos Jogos Olímpicos de Pequim, constam Campeonatos Sulamericanos, Mundiais e, mais recentemente, do esporte militar. Ele disputa, na Coreia, a categoria mosca-ligeiro, até 49 quilos, e não espera lutas fáceis. “Os Jogos Militares tem um nível compatível com as outras competições.”

Dos atletas da Republica da Coreia, ele guarda uma boa lembrança: no Campeonato Mundial Militar de Boxe de 2014, no Cazaquistão, estreou ganhando de um coreano, ParkJeongWoong. O brasileiro saiu com a medalha de bronze. “Meu objetivo é dar o meu melhor e alcançar o lugar mais alto do pódio, representando o Brasil e a Marinha”, acrescentou.Veja aqui a motivação do atleta no vídeo que gravamos durante um dos treinos.

O sargento faz parte do Programa de Atletas de Alto Rendimento, do Ministério da Defesa em parceria com o Ministério do Esporte. A iniciativa criou editais desde 2008 para que atletas possam ser incorporados, de forma voluntária e depois de seleção, às Forças Armadas, tendo à disposição todos os benefícios da carreira militar e apoio para se desenvolverem no esporte.

Texto: Tenente Larissa Lima

Fotos: Sargento Johnson

Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Saiba mais

Brasil nos JMM

Veja a evolução da participação dos atletas militares brasileiros desde a primeira edição, realizada em 1995, na Itália

Defesa e Esporte

Entenda a relação entre o esporte e as Forças Armadas e os caminhos que o Brasil traçou para ser uma potência esportiva militar

Mundial Militar

Entenda a importância dos Jogos Mundiais Militares, um evento que se tornou o terceiro maior evento esportivo do Mundo