Portal do Governo Brasileiro

Judoca Felipe Kitadai leva ouro para o Brasil nos 6º Jogos Mundiais Militares

Mungyeong, 05/10/2015 – O sargento do Exército Felipe Kitadai conquistou a medalha de ouro para o Brasil nas competições individuais (até 60kg) que aconteceram nesta segunda-feira (05/10), no KAFAC Sports Complex, válidas pelos 6º Jogos Mundiais Militares, na República da Coreia.

A final na modalidade foi disputada por Felipe Kitadai contra o judoca Vugar Shirini, do Azerbaijão, que ganhou a medalha de prata. Ficaram com o bronze, o coreano Hwang Dong Kyu e Dhouibi Fredj, da Tunísia.

“Foi uma luta muito difícil, mas treinei muito e consegui mostrar isso nos tatames. Estou muito feliz”, disse Kitadai.

Na fase das eliminatórias, Kitadai estreou derrotando Ayoub Elidrissi do Qatar. Nas quartas de final, o judoca enfrentou  Bayarmagnai Dagvadorj, da Mongólia, e venceu a luta aos cinco minutos, garantindo vaga na semifinal do campeonato.

A disputa que definiria os finalistas para a briga pelo ouro foi contra Fredj Dhouibi, da Tunísia. O judoca venceu a batalha aos dois minutos e três segundos.

O sargento do Exército Leandro Leme da Cunha (até 73 kg) perdeu a primeira luta na fase das eliminatórias para o egípcio Abdelrahman Mohamed e, deste modo, saiu da briga por medalha.

Charles Chibana (até 66 kg), também sargento do Exército, não competiu nas provas individuais. “Ele estava sentindo dores no ombro desde a etapa por equipe e a comissão técnica decidiu preservá-lo”, explicou o técnico da equipe masculina de judô, capitão do Exército Rafael Pereira Bezerra.


Próximos desafios
Os judocas brasileiros voltam amanhã (06/10) para as competições individuais. Disputam medalha: Eduardo Bettoni (até 90 Kg), Luciano Corrêa (até 100 kg) e Walter Santos (mais de 100 Kg).

O judoca Leandro Guilheiro (até 81 Kg), que sofreu uma lesão durante a semifinal por equipes, ainda não teve seu nome confirmado pela comissão técnica. “Esperamos que o Leandro Guilheiro esteja bem para competir”, ressaltou o técnico da equipe masculina. “Com certeza amanhã termos mais medalhas”, afirma.

 

Texto: Tenente Rodrigo Streb
Fotos: Sargento Johnson
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61 3312-4071

Saiba mais

Brasil nos JMM

Veja a evolução da participação dos atletas militares brasileiros desde a primeira edição, realizada em 1995, na Itália

Defesa e Esporte

Entenda a relação entre o esporte e as Forças Armadas e os caminhos que o Brasil traçou para ser uma potência esportiva militar

Mundial Militar

Entenda a importância dos Jogos Mundiais Militares, um evento que se tornou o terceiro maior evento esportivo do Mundo