Portal do Governo Brasileiro

Delegações se despedem da vilas atléticas já com saudades

Mungyeong, 11/10/2015 - A pacata Mungyeong, na República da Coreia, onde está localizada uma das oito vilas atléticas, aos poucos começa voltar a sua normalidade bucólica com o encerramento dos 6º Jogos Mundiais Militares, neste domingo (11/10).



Durante praticamente 14 dias, o que se viu foi o vaivém frenético dos ônibus das delegações, refeitórios cheios e os complexos esportivos abrigando as mais variadas nacionalidades.

Para os atletas que participaram dos Jogos e já arrumam as malas para o retorno ao Brasil, fica um gosto de saudade e a certeza de terem vivido uma experiência que ficará guardada não só nas inúmeras selfies, mas principalmente na memória.

“Conheci aqui na Coreia uma cultura bem diferente. As pessoas são bem carismáticas. Enfim, foi uma boa experiência de vida que agregou muito”, avalia a sargento Luana Liberato, campeã feminina no futebol.

O sargento João Felipe Fernandes Fraga já fez várias viagens internacionais para lutar na modalidade de taekwondo. Já esteve na Espanha, México, Irã e Vietnã. Para ele, pela primeira vez na Coreia,várias pontos chamaram a atenção, como a pontualidade  e a limpeza das ruas.

Mas uma característica do povo coreano se destacou dentre essa qualidades. “Eles são muito acolhedores e prestativos. Estão sempre com um sorriso no rosto e dispostos a nos ajudar. Essa viagem vai deixar saudades”, diz.

Assim como para os brasileiros, os Jogos Mundiais Militares também deixarão marcas indeléveis em vários coreanos que prestaram suporte nas várias vilas de atletas.

Simpáticos, aprenderam várias palavras em diferentes línguas para poder recepcionar bem os competidores estrangeiros.A coreana Song Myong Sin, moradora da cidade , trabalhou como recepcionista no refeitório da vila em Mungyeong. Ela ressalta que os Jogos foram uma oportunidade única na vida de conhecer tantas pessoas de diferentes nacionalidades.

"Os brasileiros são muito amigáveis, são parecidos com os coreanos. Até aprendi a falar bom dia, boa tarde e outras palavras”, brinca.

Texto: tenente Flávio Nishimori
Fotos: Felipe Barra e sargento Johnson Barros
Assessoria de Comunicação Social (Ascom)
Ministério da Defesa
61  3312-4071   

Saiba mais

Brasil nos JMM

Veja a evolução da participação dos atletas militares brasileiros desde a primeira edição, realizada em 1995, na Itália

Defesa e Esporte

Entenda a relação entre o esporte e as Forças Armadas e os caminhos que o Brasil traçou para ser uma potência esportiva militar

Mundial Militar

Entenda a importância dos Jogos Mundiais Militares, um evento que se tornou o terceiro maior evento esportivo do Mundo